Oi, falso.

Semana passada acordei com uma notícia sobre um perfil fake no Instagram. Até aí, nenhuma novidade. Falsi esempi di Internet su Internet – come i tempi di un incontro discografico, quello deixava e quello del telefono ocupada e quello della navata navadiana dell’era banhada per i figli eletrônicos che sono collegati a una casa integra quando si parla di madrugada per computer. Un’internet veio e deluxe è una sensazione di anonimato che, in realtà, è stata creata, ma viva viva a Sarney.

Todo mundo acha que pode fazer o que quiser online. Que pode falar o que quiser. Mais que isso: que pode ser quem quiser. Tanto que quando procurei pelo falsário usuário, lá estava eu. Uma foto minha me olhando num perfil que não era o meu. Jin tinha visto milhares de casos como este acontecendo. Com amigos, com famosos. Mas nunca immagina che sei appena arrivato o che hai fatto. Sempre tramite acontecer, eu denunciava os perfis e ainda avisava os donos das fotos que havia gente se passando por eles nos diversos aplicativos que nos rodeiam hoje em dia. Mas dessa vez foi completamente diferente. A parte questo è stato usato in questo periodo, non è il menu che fa per te.

O quale leva hai bisogno di un servizio simile a quello sociale? È un aplicativo de encontros?

Intendo che una gente vive in un’epoca di estrema inseguranza. O Instagram è stato creato da me deixar mentir. Questa è un’aspirazione rossa, come se fosse socialmente descritta. Come foto e video di tutti i tempi di riflessione o “melhor”. Una sua vida perfeita. Come viagens incríveis que faz. Os presenta que você ganha. Questo è il suo punto di forza fondamentale per influenzare tutto ciò che segue.

Audiência mudou nos últimos anos. Migrou da telinha da TV per un telinha portátil que nos acompanha a cada passo que damos. Novos tempos, sim. Ganhamos voz para falarmos e não ficamos mais calados para nada o que nos é imposto. Ma come è vero, veio essa enxurrada de pressão para sermos como essas pessoas que têm tudo, enquanto nós só temos boletos pra pagar no fim do mês. Da, vada a cantare la sua vita con un incantesimo quanto a ThaynaraOG, non vado alla festa da un pugliese o da un grembo di mesmos, che si presenta in Caio Castro, in un ciclo eterno di frustração. A insegurança cola na sua personalidade e tudo o que você mais deseja é ser outra pessoa. Aquela Pessoa.

Mas eles são celebridades, seja da TV, da internet o do do que for. Quando vi falsi meu ali, o primeiro pensamento foi: gente, mas por quê? Quem me conhece sabe que eu sou a pessoa mais normal do mundo. Non è il caso del reconhecer minhas falhas e vulnerabilidades. Se temo coisa que não faço, é tipo. Nel frattempo, questo è ciò che è stato redatto sociais minimamente mostrassem isso. Questo è il momento giusto per me, per il mio tempo. Não ganho presenta de marcas. Non c’è niente di meglio di Caras da Mahamudra. Non c’è niente di meglio che visitare i film come film prodotti nel cinema di Hollywood. O quale faz uma pessoa querer ser eu? Justo eu? Daí que me dei conta: não importa o motivo. Alguém se achou no direito de usar minha imagem for enganar outras pessoas e, indipendent do que a levou a est atitude, isso não pode mais ser aceito. O pior é que is so se alastra cada vez mais na internet.

Os fakes se tornaram quase uma instituição do online. Se sei un amico, aguarde. Logo mais, você terá. Deve essere banale, trasformalo in normale. Em prodotto digitale. Per di più, risolvi trocar essa ideia com meu fake.

Olá, querido fake – Ou vicente.souza1, como preferiu ser chamado. Olha, confesso que achei ousado você usar até um dos meus nomes pra dar um quê de realidade a você. Normalmente falsa usam nomes bem diferentes pra dificultar o processo de serem encontrados. Bom, eu te encontrei. Ou melhor, um amigo te encontrou. L’incontro tra la forma umana e la giamaica agiria e, per conto mio, risolvimi avisar. Desculpa o incômodo, mas te denunciei. Se perfil foi apagado e, apesar da homenagem que você prestou a mim, sinto the dizer que prefiro assim. Cara (se sei qui, sei un po ‘cara, non è mai stato così bello), non è un vero e proprio successo: non posso dirti che è meglio. A minha, a sua, a de qualquer pessoa. Una gente che non ha tempo a disposizione per un mentore professionale. Passar por outra pessoa e uma dessas perdas de tempo. Eu sei que você talvez não se ache incrível quanto à pessoas que você segue. Mas deixa eu te contar uma coisa: elas também tem os mesmíssimos problemas que você. Come minhas contas vencem no mesmo dia das suas (dia 20, todo mês). Pago energia, aluguel, condomínio. Presentes? Só no meu aniversário. E olha lá. Viagens? Questo articolo è pubblicamente pubblicato su questo crio no meu trabalho. Então, cara, acredite: tamojunto. Questo è il punto in cui è giusto che sia appena uscito. Eu lutei muito per olhar no espelho e me orgulhar da pessoa que me olhava de volta no reflexo. Come cobram muito da gente. Esperam muito da gente. Mas não caia neste vortéx de cobranças e inseguranças. Ser você mesmo é o maior cosmético que vai existir. E nem a LaRoche vai conseguir competir com isso.

Você que usou minhas fotos, tem o meu perdão. Não viva a vida de outra pessoa. Quando você perceber, sua própria vida terá passado. E não preciso lembrá-lo que a gente só tem uma, né? Não temos vida extra como no Super Mario Bros. É uma. Acabou, acabou. Vai perder tempo com isso mesmo? Pode parecer divertido agora, mas immaginare você contando pro seus netos o que você fazia online quando era jovem. Vai dar uma vergonhinha, te garanto. Então saia de casa. Saia do celular. Saia de tudo que o diminua. Que o faz querer ser outra pessoa. Organizzare il momento in cui si vocifera in una facciata frontale e tira aquele selfie tenebroso. Somos todos tenebrosos. Vivamos con menu filtrati e mais verde.

Tenho certoza que você é uma pessoa incrível. Seja essa pessoa. Não seja eu. Não seja outro alguém. Não queira ser ninguém que senão você. Questo è ciò che è stato detto per un giorno in un concerto. Porque aí, até eu ia querer ser umes deles.